Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Fitoterapia para animais: cure seu bichinho com plantas medicinais

Pouca gente sabe, mas a fitoterapia pode fazer muito pela saúde dos animais

Por Redação M de Mulher Atualizado em 27 out 2016, 20h19 - Publicado em 27 nov 2011, 22h00
Fitoterapia para animais: cure seu bichinho com plantas medicinais

As cápsulas com medicamentos fitoterápicos podem também ser misturadas à ração
Foto: Dreamstime

Se o bicho anda agitado, um bom chá de melissa pode deixá-lo calminho, calminho. Digestão difícil? Tente uma infusão de folhas de boldo. Agora, se o caso for um problema respiratório, a menta trará um alívio e tanto.

Assim como a gente, os pets também saem ganhando com as plantas medicinais. Infusões ou mesmo cápsulas, não importa a forma – medicamentos fitoterápicos, 100% naturais, são cada vez mais adotados em clínicas veterinárias para curar desde feridas até dores articulares em animais domésticos.

Se o especialista indicar um chá, você só vai precisar de uma seringa. Já a cápsula pode ser misturada à ração. Vêm das plantas, também, as substâncias usadas em tinturas, óleos e pomadas. “Geralmente o remédio tem boa aceitação”, garante a veterinária Regina Motta, de São Paulo. As doses e a duração do tratamento variam de acordo com o tamanho do animal.

Segundo o veterinário Marcos Fernandes, de São Paulo, o baixo custo dos fitoterápicos e a diminuição dos efeitos colaterais são as principais vantagens do tratamento. Os remédios costumam ser encontrados em farmácias especializadas ou de manipulação. “Por serem naturais, os princípios ativos são menos tóxicos e causam menor impacto no organismo”, acredita a veterinária Regina.

Mas atenção! A prescrição do veterinário é indispensável. “Os fitoterápicos exigem os mesmos cuidados que as drogas alopáticas”, alerta a veterinária Valéria Oliva, de São Paulo. “Se são utilizados da maneira errada, podem apresentar resultados indesejados”, completa o professor veterinário Nilson Roberti Benites.

Os mais receitados

Tintura de calêndula: cicatrizante e anti-séptico de uso tópico

Tintura de eufrásia: usada como colírio contra conjuntivite

Continua após a publicidade

Chá de camomila: alivia cólicas

Própolis: para tratar problemas respiratórios ou irritações na pele

Chá de boldo: infusão contra problemas no fígado

Passiflora e melissa: contêm substâncias calmantes

Chá de quebra-pedra: previne a formação de pedras nos rins

Arnica: pomada de uso local, reduz inchaço e traumatismos

Copaíba: óleo cicatrizante e antibacteriano

Menta: infusão usada para inalação

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês