Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Aulas de aids na sala de espera

Iniciativa colocada em prática na capital paulista transforma o tempo ocioso no hospital em aprendizado contra o HIV

Por Chloé Pinheiro (colaboradora) Atualizado em 28 out 2016, 03h33 - Publicado em 15 out 2015, 13h11

A ideia de um grupo de médicos e estudantes da Faculdade de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo foi tão simples quanto inovadora: aproveitar o período de espera antes das consultas para ensinar os pacientes a se proteger contra o vírus da aids e outras doenças sexualmente transmissíveis. 

Enquanto aguardavam o atendimento, as pessoas que procuraram um posto de saúde no centro da capital participavam de um jogo de perguntas e respostas com formato parecido ao dessas gincanas de programas populares de televisão. O estilo divertido foi o meio encontrado pela equipe médica para vencer preconceitos e envolver todos na brincadeira. Engajados, os participantes se surpreenderam com o que ainda não sabiam sobre sexo seguro, como o jeito certo de usar o preservativo. 

Ao final, os jogadores receberam uma cartilha com dez mandamentos para a prevenção do HIV/Aids e a possibilidade de se submeter ao teste. O projeto alcançou ótimos resultados e virou um modelo fácil de ser replicado em outras instituições do país. Tanto é que levou o troféu na categoria Saúde e Prevenção da primeira edição do Prêmio SAÚDE, realizada em 2006. 

E neste ano? Quem vai sair do palco com o troféu na mão? Clique aqui para conhecer os trabalhos finalistas e dar o seu voto.

Continua após a publicidade

Publicidade