Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Consumo de amendoim oferece diversos benefícios ao organismo

Leguminosa traz diversos benefícios à saúde, mas é essencial que seja certificada pelo selo do Pró-Amendoim

Por Abril Branded Content Atualizado em 28 dez 2020, 11h44 - Publicado em 11 jan 2021, 10h00

Esse alimento faz parte do seu cardápio diário? Não? Então você não sabe o que está perdendo! “Evidências científicas apontam que comer 30 gramas (o que equivale a uma colher de sopa) por dia leva a uma redução de até 11% no colesterol ruim, o LDL, resultado similar ao obtido com o uso das estatinas, medicamentos fabricados para esse fim, além de diminuir os níveis de triglicérides”, diz a nutricionista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, de São Paulo. Ponto positivo para a saúde do peito, já que as duas substâncias elevam o risco
de doenças cardíacas.

Além disso, ele conta com uma boa dose de proteínas e é rico em fibras – a primeira faz com que seja uma ótima opção para os vegetarianos, já a segunda melhora o funcionamento do intestino, ajuda a controlar o LDL e aumenta a saciedade, uma notícia boa para quem quer emagrecer. “Estudos não deixam dúvidas de que a união das fibras e das proteínas garante saciedade por bastante tempo, favorecendo muito a perda de peso”, afirma Vanderli.

Mas, para garantir que o consumo só traga ganhos ao corpo, é indispensável que ele tenha na embalagem o selo Qualidade Certificada Pró-Amendoim Abicab, fornecido pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab). “Essa certificação garante que a leguminosa e seus derivados são livres de toxinas e estão de acordo com todas as normas de segurança alimentar estabelecidas por órgãos reguladores, como o Inmetro e a Anvisa”, afirma Renato Fechino, vice-presidente da Abicab. Ela é feita por meio de um rigoroso processo de auditagem e monitoramento realizado por certificadoras renomadas e acreditadas.

“O Programa Pró-Amendoim, que foi implementado em janeiro de 2001 e completa 20 anos neste ano, realiza auditorias periódicas em suas indústrias e, trimestralmente, faz coleta de amostras de produtos de amendoim em diferentes pontos de venda do país, obrigatoriamente de fabricantes participantes do programa como também de outras marcas disponíveis no mercado, que são levadas para análises em um laboratório credenciado pelo Inmetro”, explica Ubiracy Fonsêca, presidente da Abicab. Quando os resultados dessas avaliações não estão de acordo com as exigências estabelecidas, o laudo é encaminhado às autoridades competentes para que sejam tomadas as providências necessárias. “Esse trabalho vai ao encontro do papel da Abicab, que é fomentar as boas práticas no setor, sempre preocupada com a qualidade dos produtos e garantindo que a população esteja consumindo um alimento livre de toxinas e com sua qualidade certificada”, complementa Fonsêca.

Continua após a publicidade
Publicidade