saudeLOGO Created with Sketch.

Dor de garganta não infecciosa: como prevenir e tratar

Respiração oral, ar seco e poluição são os principais causadores desse desconforto

É possível que você nunca tenha pensado sobre isso, mas nem toda dor de garganta é causada por vírus ou bactéria. Quem tem rinite e sofre com a congestão nasal, por exemplo, pode desenvolver a chamada faringite não infecciosa simplesmente por ter de respirar pela boca. Isso ocorre porque o nariz tem duas funções indispensáveis para a respiração: aquecer e filtrar o ar que entra antes que ele chegue à garganta.

Na respiração oral, diferentemente, o ar não passa por qualquer tratamento antes de atingir a faringe. “Dessa forma, ele rouba calor e umidade dessa região, que não é preparada para isso e pode sofrer irritação”, explica o otorrinolaringologista Thiago Bezerra, presidente do Comitê de Educação Médica Continuada da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF) e professor adjunto da Universidade Federal de Pernambuco.

Causas

Outro responsável por muitos casos de faringite não infecciosa é o ar-condicionado, usado em escritórios, casas, carros e aviões. Isso porque, ao retirar a umidade do ar, o aparelho causa ressecamento das vias aéreas e pode deixar a garganta com aquela sensação de estar “arranhando”. O mesmo ocorre com o ar seco, resultado do próprio clima, e a poluição. “Às vezes, o ar tem tão pouca umidade que o nariz não dá conta de produzir muco”, explica.

O médico afirma que a melhor forma de acabar com a dor de garganta não infecciosa é descobrir e tratar seu agente causador. Ou seja, quem respira pela boca porque tem rinite precisa tratar a rinite. Quando a responsabilidade é da má qualidade do ar, o tratamento mais indicado é a higienização da via respiratória com soro fisiológico, que devolve umidade à mucosa nasal e remove a poluição e a poeira que possam estar acumuladas na região.

Sem desconforto

Durante o tratamento, no entanto, o otorrinolaringologista ressalta que ninguém precisa sofrer com o desconforto causado pela irritação na faringe. “Quem sente dor pode usar uma pastilha para aliviar esse incômodo”, afirma. A única ressalva é que, caso a irritação persista, a pessoa deve procurar um médico.

Para evitar esse incômodo da dor de garganta, Strepsils* pode ser a solução. Composta por flurbiprofeno, a pastilha tem propriedades analgésicas e anti-inflamatórias que aliviam rapidamente os sintomas dessa irritação, como dor, inchaço e dificuldade para engolir. Sua ação começa a partir de 15 minutos e dura até três horas.

 

*Strepsils® (flurbiprofeno) M.S. 1.7390.0003. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Maio/2017

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s