saudeLOGO Created with Sketch.

Cientistas produzem sangue em larga escala para transfusões

Uma descoberta recente promete suprir a demanda por doações com a produção de líquido vermelho em laboratório

Essa não é a primeira vez que se fabrica sangue em laboratório. Ora, células-tronco já foram induzidas a formar glóbulos vermelhos, também chamados de hemácias. O problema: cada unidade origina, em média, 50 mil hemácias antes de morrer — quantidade ínfima para uma transfusão. Mas agora pesquisadores da Universidade de Bristol, na Inglaterra, revelaram um procedimento muito mais proveitoso.

A novidade consiste em manter a célula produtora de sangue em um estágio inicial (quando se chama eritroblasto). Dito de um modo simplista, os experts imortalizaram usinas celulares para que se mantenham ativas indefinidamente.

 

Veja também

 

Além da possibilidade de produção em massa, Jan Frayne, que participou da descoberta, aponta outro benefício: “Os glóbulos vermelhos cultivados têm vantagem sobre o sangue do doador, como uma redução no risco de transmissão de doenças infecciosas”. Cabe esperar para ver se, na prática, o uso do líquido vermelho artificial acontecerá sem percalços.

Em países como o Brasil, onde apenas 1,9% da população é doadora, a técnica pode ser extremamente útil. Porém, um empecilho para a implementação é o alto custo. Por isso, pelo menos no começo, os especialistas explicam que o procedimento deve ser empregado em pacientes com tipos de sangue raros e escassos nos bancos de coleta.

Outra limitação envolve a produção em si. Embora o método tenha sido definido, é necessário desenvolver equipamentos e outras tecnologias para utilizá-lo em larga escala. Barreiras que, com o tempo, devem ser suplantadas. Aguardemos!

Quer receber uma dose semanal de SAÚDE no seu e-mail? Então assine nossa newsletter — é grátis e fácil. Basta clicar aqui.
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s