MEDICINA Mais de medicina >>

Prisão de ventre

Tira-dúvidas

Tire suas dúvidas sobre esse problema que atormenta muita gente. Pode tomar laxante natural? Pode comer maçã? Pode...?

por Fábio Oliveira

1. Pode comer maçã e banana se o intestino está preso?
Pode, mas há senões. Para alguns especialistas, a casca da maçã contribui para prender ainda mais o intestino. Segundo eles, comer maçã descascada e, melhor ainda, cozida está liberado. Outros acham que não há nenhum problema em ingeri-la com casca e tudo numa situação dessas. Até porque a casca seria uma fonte de fibra, que libera o tráfego intestinal. Em relação à banana, não existe nenhuma restrição. Ela não piora o quadro, mas também não ajuda, ou seja, não está entre os alimentos famosos por dar um chega-pra-lá no desconforto. A banana-maçã, no caso, é a menos indicada devido à sua composição.

2. Pode tomar laxante, natural ou não?
Não pode, a não ser em situações emergenciais, quando o indivíduo está há mais de cinco dias sem ir ao banheiro. Existem alguns tipos de laxantes. Os chamados osmóticos hidratam as fezes ressecadas, típicas de um quadro de prisão de ventre. Já os laxantes denominados catárticos provocam uma espécie de irritação nas mucosas do intestino, o que deflagra as contrações musculares responsáveis por expulsar o bolo fecal empacado no meio do caminho. Quando usada de maneira contínua, os laxantes catárticos podem lesionar o intestino, prejudicando a absorção de nutrientes. Por fim, existem remédios com a mesma função que são rotulados de naturais porque se valem de extratos de fibras. Eles aumentam o volume do bolo fecal, mas o uso crônico também acarreta males para o intestino. Afinal, apesar de naturais, eles irritam a parede do órgão.

3. Pode aumentar o consumo de óleo nas refeições para ajudar?
Pode. Os óleos ajudam a lubrificar as vias intestinais, facilitando a expulsão das fezes. Basta ingerir uma colher de chá de azeite de oliva, por exemplo. Mas nada de exageros. Óleo em demasia pode deflagrar, entre outras encrencas, uma diarréia daquelas! Os extremos nunca são bons.

 
 
Rede MdeMulher
Publicidade
logo abril Copyright © Editora Abril S.A. Todos os direitos reservados. All rights reserved