NUTRIÇÃO Mais de nutrição >>

Álcool e sono não combinam

por Regina Célia Pereira | fotos Dercílio | design Robson Quinafélix

Aquela sensação de moleza que a bebida alcoólica proporciona parece ser uma mão na roda para quem busca dormir em paz. “Logo após uns goles ocorre, sim, uma sonolência, já que o álcool deprime o sistema nervoso, ou seja, relaxa algumas funções cerebrais”, diz o neurologista Flávio Aloe. Entretanto, isso também pode afrouxar, por assim dizer, estruturas da região da faringe, do palato mole e da úvula. A respiração, então, fica comprometida, já que o ar não passa por ali como deveria. O resultado é o insuportável ronco que prejudica as fases do sono. E, muitas vezes, ainda ocorre o efeito rebote. Nesse caso, é quase certo que você vai acordar no meio da noite.

 
 
Rede MdeMulher
Publicidade
logo abril Copyright © Editora Abril S.A. Todos os direitos reservados. All rights reserved