saudeLOGO Created with Sketch.

Sal engorda?

O abuso no tempero é acusado agora de promover até ganho de peso. Entenda o mais novo motivo para maneirar nesse e em outros redutos de sódio

Quem aponta o dedo para isso são cientistas da Universidade Queen Mary, na Inglaterra, e da Universidade de Pequim, na China. Em um estudo, eles recrutaram 1 243 pessoas e colheram amostras da urina de todo mundo para medir a concentração de sódio. Os participantes ainda tinham que preencher um diário, em que relatavam o que comiam ao longo do dia.

Ao final da experiência, ficou evidente: os voluntários que consumiam uma maior quantidade de fontes de sódio (o tempero em si e produtos industrializados) eram justamente os mais gorduchos. Pelos cálculos, o aumento de 1 grama na ingestão de sal por dia elevava em 28% o risco de engordar nas crianças e em 26% nos adultos. E um detalhe importante: a carga calórica em si não teve influência nessa associação. Em outras palavras, sujeitos que não exageraram nos pratos, mas se excedem no sódio, poderiam ganhar tanto peso quanto os glutões.

Mas como é que o mineral, famoso pela relação com a pressão alta, teria um efeito desses na barriga? Ainda não há uma explicação definitiva, mas surgem boas pistas. Uma hipótese diz que o sódio interfere na forma com que o organismo usa seu estoque gorduroso. “Estudos anteriores com animais sugerem que o consumo exagerado da substância faria o corpo armazenar mais gordura”, conta o cardiologista chinês Yuan Ma, que assina a nova pesquisa.

A sobrecarga do mineral também instiga a liberação de cortisol, o chamado hormônio do estresse. “E a elevação desses níveis na corrente sanguínea faz cair a concentração de outro hormônio, a adiponectina”, explica o médico Durval Ribas Filho, presidente da Associação Brasileira de Nutrologia. Complicou? Basta dizer que a adiponectina ajuda a evitar o ganho de peso.

Para não exagerar no sal, confira aqui algumas alternativas saudáveis:

Sal light: Possui 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio – a versão refinada tradicional tem 99% de sódio.

Sal marinho: Não passa pelo processo de refinamento. Em sua composição há um teor maior de flúor, cálcio, magnésio…

Sal rosa: Mais caro, vem das regiões montanhosas do Himalaia, na Ásia. Possui mais de 50 tipos de minerais.

Sal verde: Feito da planta Sarcocornia ambigua da Região Sul. Ainda em pesquisa, tem três vezes menos sódio que o sal de cozinha.

Temperos: Pimenta, cebola, alho, alecrim e tantos outros condimentos ajudam a dar um sabor especial às receitas e diminuem a necessidade de sal.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s