saudeLOGO Created with Sketch.

Entenda como combater a insônia com Invel Recharge

Tecnologia da Invel testada por cientistas diminui o tempo necessário para começar a dormir

Mau humor, desânimo, falta de memória e dificuldade em emagrecer são alguns dos sintomas que aparecem quando se sofre de algum distúrbio do sono. Identificou-se com esses sinais? Pois saiba que as noites mal dormidas têm se tornado um problema cada vez mais frequente na vida dos brasileiros. Uma pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (IPOM) com mais de 2 000 pessoas revelou que 69% da população não dorme bem.

Segundo o estudo, 25% dos entrevistados confirmam que têm dificuldade em pegar no sono, enquanto 18% dizem não conseguir mantê-lo durante toda a noite. Já 36% declaram que acordam e voltam a dormir várias vezes. Mas como melhorar a qualidade do sono? Pesquisadores de diversos países têm trabalhado no desenvolvimento de novas tecnologias que podem ajudar no tratamento da insônia.

No Brasil, a empresa Invel desenvolveu um colchonete terapêutico que, quando colocado por cima do colchão tradicional e usado diariamente, ajuda os insones a dormirem mais rápido sem diminuir o conforto. Isso é possível porque o Invel Recharge é feito com uma substância chamada biocerâmica MIG3 (Mineral Inorgânico Goen3), um composto ativo irradiador de infravermelho que é incorporado às tramas dos tecidos.

Essa biocerâmica especial emite um tipo de raio infravermelho sobre a pele. Essa luz é interpretada pelo corpo como calor, estimulando no interior dos vasos sanguíneos a produção de óxido nítrico, molécula que facilita a circulação. O efeito gera relaxamento muscular em todo o corpo. Com menos tensão e estímulos periféricos, o cérebro sai do modo de alerta, e o indivíduo dorme mais rápido.

O produto, que já foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), se mostrou efetivo em um estudo feito no setor de doenças neuromusculares da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) em parceria com o Instituto do Sono. A pesquisa envolveu 56 pessoas com a síndrome pós-poliomielite, um reflexo tardio da paralisia infantil que resulta em problemas como aumento do número de despertares noturnos e diminuição do tempo total de sono. “Estas alterações são muito prejudiciais a realização das atividades de vida diária e a qualidade de vida”, explica a dra. Roberta Simões, diretora técnico-científica da Invel.

Se o produto demonstrasse eficácia e segurança nesse grupo especial, seria eficaz também para indivíduos que são acometidos por transtornos e distúrbios do sono. Os pesquisadores, então, testaram com os pacientes com a síndrome a diferença de impacto do colchonete da Invel e de uma versão convencional durante um mês. Foi quando concluíram que o uso do produto acelera o início do sono. Em média, o tempo para pegar no sono entre os voluntários caiu de 50 para 30 minutos, sem causar efeitos adversos.

Segundo a dra. Roberta, o colchonete tem validade de dois anos e deve ser utilizado por 8 horas diárias, por no mínimo por 30 dias, para que o paciente comece a usufruir dos efeitos benéficos do tratamento. “Em termos práticos, ele reduz em média 52% o tempo necessário e gasto pelo paciente para iniciar o sono”, afirma.

Saiba mais sobre o Invel Recharge em invelrecharge.com.br

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s