saudeLOGO Created with Sketch.

O ser humano não foi programado para beber leite quando adulto?

Tem muita gente que usa esse argumento para pregar que todo mundo deve banir esse alimento da dieta

Em tese, a natureza nos programou para beber o leite materno até por volta dos 2 anos. Teoricamente, depois disso, a bebida não precisaria mais fazer parte da dieta — por isso dá para entender que o corpo reduza a fabricação de lactase, uma vez que a enzima não teria serventia sem a lactose a ser quebrada.

Leia também: Como saber se eu tenho mesmo intolerância à lactose?

Acontece que, em milhares de anos de história, a alimentação dos seres humanos foi se modificando. Em determinado momento, alguns povos passaram a domesticar o gado, e o leite da vaca aos poucos se incorporou ao cardápio, assim como os seus derivados. Pesquisadores explicam que essa exposição proporcionou, com o tempo, uma mutação genética em algumas tribos.

No organismo dessa gente, que se multiplicou e se espalhou pelo globo, a lactase passou a ficar ativa por mais tempo. Isso explica por que há pessoas capazes de manterem uma expressiva produção da enzima ao longo de toda a vida. Por outro lado, nas populações que permaneceram à base de vegetais e só mais recentemente tiveram contato com o leite — caso de grupos na Ásia e na África — são mais comuns as queixas gastrointestinais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s